26
Set 11
26
Set 11

Massa modo risoto cores de verão!!!

Bom dia a todos e todas!!!

 

Hoje queria voltar a partilhar com vocês, meus caros amigos e amigas que não querem ir ao Mcdonal's, mais uma receita simples, muito fácil de fazer em casa, mas muito saborosa. E hoje, o ingrediente a quem se dá toda a atenção é ... ... ... a nossa querida Massa!

 

Desde já peço desculpa pelo nome que dei à receita (ando pouco inventivo em nomes), mas vão ver que vale a pena pôr as panelas no fogão!!!

 

Assim, sem mais demoras, deixo-vos a receita, para quem ficou tentado, ter já o seu próximo almoço/jantar em ementa:

 

Ingredientes (para 3 pessoas):

 

  • 250g - 300g (para os mais comilões) de Massa (fussili)
  • 90g de chouriço da Beira Baixa
  • Meia Cenoura
  • Manjericão fresco (algumas folhas)
  • 1 colher de sopa de manjericão seco e cortado
  • Queijo ralado emental (a gosto)
  • 1 cubo de caldo de galinha
  • Azeite
  • 250cl de água
  • 1 copito de vinho branco
  • Uma pitada de alho picado.

 

Preparação:

 

Num tachito pequeno, pôr a ferver a água e acrescentar o cubo de caldo de galinha, para ele se dissolver. Adicione, também, a colher de manjericão seco. Deixe arrefecer um pouco.

Numa panela (larga de preferência), colocar um fio de azeite, a pitada de alho picado, pôr em lume brando e, quando o azeite estiver quente, adicionar a massa. Mexer bem e deixar alourar a massa, até ela ganhar cor (convém ter cuidado, manter o lume brando e mexer algumas vezes, para não deixar a massa estorricar). Aí, acrescentar o copo de vinho branco, mexer bem a massa e deixa-la apurar o vinho.  Acrescente a cenoura cortada em finas lamelas. Com uma colher em concha (como as que se servem a sopa), vá adicionando à massa, aos poucos, o caldo que preparou. O truque está no líquido que nunca deve ultrapassar a massa e assim a cozedura da massa ser feita por redução, dando um grande sabor à massa e deixá-la "al dente". Não esquecer de mexer bem a massa, de modo a ela cozer uniformemente.  Depois da massa estar cozida, retirá-la do lume e deixá-la repousar uns 3 a 5 minutos com o testo em cima (para não deixar escapar o calor). Cortar o chouriço em pequenos cubos (já que tem um sabor forte). Num prato (preferencialmente profundo), colocar a massa com as lamelas de cenoura, o chouriço cortado aos cubos, o queijo ralado e umas folhas de manjericão fresco. E está pronto para comer.

 

Espero que apreciem esta receita simples ;)

 

 

publicado por stevs às 14:05 | comentar | favorito
21
Set 11
21
Set 11

Risoto frito, a sua salada de cogumelos e Steak de novilho

Olá companheiros/(as) ... Estes dias tem-me dado para a cozinha (é o que dá ter uma única cadeira... tempo não me sobra... tenho mesmo arranjar um trabalhinho xD) ... e por isso, apeteceu-me partilhar a receita que elaborei hoje. Pessoalmente, achei bastante interessante panar e fritar o risoto (a "inovação" desta receita)... assim, para quem quiser fazer uma boa refeição, aqui tem o que é preciso:

 

Ingredientes (para 6 pessoas):

 

Para o risoto:

 

300g de arroz (aconselha-se o carnaroli... mas não é obrigatório)

1 Cebola

10 cl de vinho branco

1 cubo de caldo Knorr de aves ou de carne

50g de manteiga

100 g de parmesão (ou para quem não tiver, queijo ralado emental também fica bom)

2 Ovos (gemas)

100g de farinha

150 g de pão ralado

Azeite e Óleo

Sal e Pimenta q.b.

 

Para a salada de cogumelos:

100g de cogumelos de Paris

6 pitadas de sal

6 pitadas de pimenta preta

2 cl de sumo de limão

5 cl de Azeita

 

Para o Steak:

600g de carne picada de novilho

2 ovos (gemas)

manteiga

Sal, pimenta e alho picado q.b.

 

 

Preparação:

Começamos pelo risoto. Numa panela a lume brando, pôr um fio de azeite, a cebola picada, uma pitada de sal grosso e o arroz. Deixar refogar bem (o meu conselho é deixar refogar até que grande parte dos grãos de arroz fiquem brancos ... mas não deixá-los estorricar =D ). Colocar o vinho branco e deixar reduzir. Misturar o caldo Knorr em aproximadamente 45cl d'água e ir acrescentando, aos poucos, ao preparado. A ideia do risoto é o liquido ser acrescentado ao longo da cozedura do arroz, e não de uma só vez, de modo a que o arroz liberte o amido e se torne cremoso. Quando o arroz está cozido (15min.-20min.), colocar a manteiga e o queijo e deixar 2 minutos no lume. Tirar do lume e deixar arrefecer o risoto.

 

Enquanto o risoto arrefece, prepara-se a salada de cogumelos. Descascar os cogumelos, cortar os pés e cortá-los em finas lâminas (ou então, para não se ter esse trabalho, comprar cogumelos laminados, enlatados e é só escoar). Colocam-se num recipiente e temperam-se com o sal, a pimenta, o sumo de limão e o azeite. Reservar ao frio.

 

Começa-se a preparação do Steak. Espalhar a carne picada num prato e temperá-la com o sal, a pimenta e o alho. Numa tigela, bater as gemas, temperadas com sal e pimenta. Deitar as gemas por cima da carne picada e misturar bem, envolvendo a carne com as gemas. À bola de carne picada formada, dividir em 6 porções iguais (100g) e fazer a forma de um hambúrguer.

 

Entretanto, com o risoto já frio, fazer bolas do tamanho de bolas de ping-pong. Passá-las pela farinha, pelas gemas batidas e temperadas com sal e pimenta e pelo pão ralado, para paná-las.

 

Aquecer uma fritadeira com o óleo a 180º/200ºC. e uma frigideira com manteiga (e um fio de azeite... o fio de azeite impede que a manteiga queime).

 

Na frigideira, colocar os Steaks de novilho e deixá-los 1 minuto de cada lado a lume forte e 4 minutos de cada lado a lume brando. Na fritadeira colocar as bolas panadas de risoto para fritar, até ficarem coradinhas.

 

Empratar tudo e está pronto para comer ;)

 

 

Espero que gostem

 

 

publicado por stevs às 22:00 | comentar | favorito
19
Set 11
19
Set 11

Big Fish

Acabei de ver o filme Big Fish, de Tim Burton, realizado em 2003. Um filme mágico... não pelos efeitos especiais, mas com o toque peculiar do realizador que enfeita as suas histórias com uma magia especial, uma fantasia que desperta aquela criança sonhadora que há em nós... e como crianças, também reflecte os nossos medos, com os seus cenários mais sombrios, mas sempre mágicos! Aliado a todo um ambiente comovente, uma narração igualmente mágica... um filme que encaixa com a história que conta - resultado: Um filme inspirador, que durante 2 horas nos faz sonhar quebrando a rotina das nossas vidas.

 

 

(O texto a seguir - a vermelho - tem carácter Spam, revelando conteúdo da história)

De facto, a história conta as histórias de Ed, um homem que partiu da sua terra para conhecer o mundo acompanhado por um gigante; que conheceu Jenny, a pequena rapariga descalça da perfeita vila de Spectre e a bruxa que lhe revelara como iria morrer; que se apaixonou por Sandra, desde a primeira vez que a viu no circo e do que fez para a encontrar e se casar com ela; do seu plano para voltar para casa após a Guerra; e entre outras, a História do nascimento do seu filho, Will, o único que não se deixava fantasiar pelas fantásticas e mágicas histórias que o pai contava. Will queria separar a ficção da realidade, mas no final, a verdadeira história e vida do pai, era aquela que por ele fora ficcionada, permitindo que vivesse para sempre pelas histórias transmitidas pelo seu filho, neto... !!!

 

Uma bela mensagem que pode mexer connosco... afinal o que é a realidade? Qual é a nossa História? Será a realidade crua e nua, ou será aquela que emerge o nosso espírito, aquela que sonhamos de tal forma que a acreditamos verdadeira, aquela que embeleza o nosso caminho nesta estrada que é a vida, tornando-nos imortais?

 

É por isso que gosto dos filmes de Burton, é por isso que gosto dos filmes com magia... porque não se limitam a descrever a vida que vemos com os olhos, mas mostram um mundo muito mais belo... um mundo em que o único limite é a nossa imaginação e a nossa vontade de sonhar, um mundo que é o nosso se quisermos.

 

 

Big Fish, um filme que aconselho (para quem ainda não o fez) ver!!!

 

 

publicado por stevs às 01:28 | comentar | favorito
tags: ,